Arquivo para janeiro, 2011

Ainda que eu ande pelo vale…do Cuiabá…não temerei!

Posted in Bíblia with tags , , on 22/01/2011 by Diego

Fiquei triste por ver Itaipava, onde morei por muitos anos, sendo notícia nos telejornais por causa de uma tragédia. Ainda me lembro do cheiro da água do rio piabanha quando entrou na minha casa em 87 ou 88. Eu era pequeno, mas tive que incluir no meu vocabulário palavras como: enchente, barreira e leptospirose.

Sei que a tragédia da semana passada foi bem pior para as famílias do cuiabá, daquelas minhas experiências. Pessoas vendo um projeto inteiro de vida indo embora pela lama. E pior, vendo também vidas indo embora. E apesar de não poder ajudar muito estando aqui no ES, gostaria de deixar uma palavra de conforto e esperança nesses tempos difíceis. Logo me lembrei do Salmo 23:4.

O salmo 23 fala da jornada do pastor com suas ovelhas. A primeira coisa que podemos observar no salmo é que temos a certeza da presença do pastor. Ele que nos supre, nos faz deitar no pastor verdinho, guia nas águas tranquilas…Só que chega um momento nessa jornada que ele tinha que passar com as ovelhas em um vale muito estreito e perigoso. Era conhecido como vale da sombra da morte. Só o nome causa medo!

E quando chega nesse ponto é que as coisas realmente complicam. Ficar feliz com grama verdinha e água fresca é fácil. Mas quando as lutas vêm, ficamos anestesiados com o sofrimento e a dor. É nessas horas que temos que lembrar que o pastor continua conosco, junto às dificuldades. Ele  nos sustenta. Cura as nossas feridas com seu óleo. Trata os espinhos, tira as pedrinhas que ficam em nossa “pata”. Esse é o nosso Deus!

Sabe, em meio ao sofrimento e a dor da perda, existe a esperança de que a bondade e a misericórdia nos seguem todos os dias na nossa vida.  E que essa esperança possa confortar os corações das pessoas que estão no meio desse vale…literalmente. E nossa oração é que Deus envie o consolo  e supra cada uma de suas necessidades, pois afinal: Ele é o nosso pastor e NADA nos faltará!

Dica da semana – estreias no cinema – 21/01

Posted in Filme with tags on 21/01/2011 by Diego

Saudações!

Vou deixar 2 dicas de filmes que estreiam essa semana!

O primeiro é um live action com animação Zé Colméia (Yogi Bear-2011) que estreia com cópias em 2d e 3d.

A história segue a linha do desenho, onde Zé Colmeia vê a sua rotina de comilança e desavenças com o guarda florestal ameaçada quando o prefeito Brown decide vender o Parque Jellystone. Parece ser bem bacana e a classificação é livre!

O Outro é  O Turista ( The Tourist-2011) um suspense que acabou virando uma espécie de comédia por conta do jeito caricato do Johnny Depp e Angelina Jolie  de atuarem. Os críticos mandaram assistir o filme pensando em uma comédia. Não sei se o filme é bom, pelo menos tem direito a reviravolta no final.

A sinopse: Inglesa que está sendo vigiada pela Interpol usa um turista dos EUA como isca, no caminho até Veneza, para poder se reencontrar com o homem – procurado pela justiça – que ela ama. Classificação 12 anos.

Fonte   http://www.omelete.com.br

Doe um fone de ouvido!

Posted in Bíblia, Cotidiano with tags , on 19/01/2011 by Diego

Saudações!

Algo tem tirado minha paz em minhas viagens de ônibus para o trabalho: pessoas ouvindo música sem fone de ouvido! Existe até uma comunidade do orkut chamada: Doe um fone de ouvido

E minha queixa não é apenas aos funkeiros que tem esse costume. O povo evangélico está adotando essa prática também! E tome Regis Danesi, Cassiane e Lázaro no ouvido da galera. Esse tipo de música não está no top 100 da minha lista, mas cada um tem o gosto que merece. O problema é que cada vez mais as pessoas estão querendo compartilhar esses gostos sem se importar se todo o restante do ônibus simplesmente não quer ouvir aquela música naquele momento.

Nossa geração, chamada X, nascida de 1979 pra cá , tem tido a experiência de crescer em meio a tecnologia e às informações fáceis. Toda essa facilidade tem gerado uma multidão de pessoas experimentando um excesso de liberdade que acaba ferindo a liberdade do outro. É muito evidenciado o direito de cada um e às vezes esquecemos dos nossos deveres também. E com isso, não importa se as pessoas não gostam da música que eu ouço. O importante é que eu estou satisfeito ouvindo e elas que procurem tapar os ouvidos.

Há quase 2000 anos, Paulo já alertava sobre isso. Em II Tim. 3:2 fala que… haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos.

E o egoísmo infelizmente não está se manifestando apenas no caso das músicas altas em ônibus. Tem enraizado também no nosso trabalho, onde cada um faz sua parte e o outro que corra atrás, em nossa casa com nossa esposa. Quantas vezes queremos fazer do nosso jeito dentro de casa, sendo que a bíblia diz que o amor não busca seus próprios interesses?

Por isso que cada dia precisamos demonstrar a nossa diferença em Cristo. As pessoas estão sedentas de alguém que haja diferente com elas. No mundo corporativo, as empresas estão disputando a tapa pessoas que tem compromisso com o seu trabalho, que não pensam apenas nelas mesmas. Temos que parar para pensar que: quando agirmos diferente do mundo, seremos notados e isso não trará apenas dificuldades (principalmente aos adolescentes que precisam estar inseridos em um grupo) mas também nos dará benefícios por sermos diferentes.

Termino deixando um versículo bem conhecido e que ele seja o tema da nossa vida para combater essas práticas que o mundo quer que aceitemos goela abaixo.

“E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” Rm 12:2

vamos…ao que interessa

Posted in Cotidiano with tags on 19/01/2011 by Diego

Saudações!

Quero falar sobre os desafios de ser cristão e nossa guerra estelar. Como já perceberam, não é preciso falar das referências e predileção para com Star Wars.

Resolvi criar este blog como memorial daquilo que me acontece e também uma forma de externar o que penso. Com uma pitada de nerdismo, bíblia e humor, quero das meus pitacos sobre aquilo que faz parte do meu cotidiano e que eu gosto…e também às vezes o que eu não gosto

Embarquem comigo na Milenium Falcon da vida e vamos tornar o mundo mais nerd…e mais crente!!!

Até a próxima e que a força do Senhor esteja com vocês!!!

Diego

O livro de Eli – crítica

Posted in Filme with tags , , on 19/01/2011 by Diego

Vou fazer minha primeira crítica de um filme começando pelo que eu assisti mais recentemente…claro!!!

Achei o tema interessante e resolvi assistir. Mistura de cenario pós apocaliptico com bíblia às vezes rende histórias interessantes. Além disso a presença de  Denzel Washington é quase uma garantia de um bom filme.

O livro de Eli (The book of Eli) narra a história de Eli, um homem que anda errante há pelo menos 30 anos em um mundo devastado após uma guerra e que carrega em sua mochila o tal livro misterioso. Sua missão, revelada a ele através de uma voz, é levar o tal livro ao oeste, que supostamente é a garantia da sobrevivência da humanidade.

Em seu caminho, ele depara com um pequeno vilarejo que é governado por Carnegie (Gary Oldman), um homem que quer a todo custo criar o seu próprio reino e para isso está à procura do livro, que segundo ele contém palavras que darão esperança ao povo e com isso confiarão nele. (já descobriu que livro é esse?). Tem ainda a mocinha que Eli vai tentar ajudar e o restante não vou contar para não estragar as surpresas.

O filme é bastante violento, porém tem pelo menos um momento hilário: Eli cita um versículo antes de começar a pancadaria em um monte de caras…ficou bem estiloso.

É obvio que o filme não tem nenhum respaldo bíblico sobre os acontecimentos de apocalipse. Inclusive, a tal guerra que devastou o mundo não é muito explicada e durante o filme temos apenas algumas dicas que apontam para uma guerra santa em proporções mundiais, o que de certa forma abriu um buraco no céu (bem parecido com matrix). Porém os cenários são bem interessantes e o trabalho de fotografia ajuda muito, com tons predominantes de cinza, estilo bem empoeirado mesmo. A história alterna alguns momentos curtos de ação mas não se torna cansativo por isso. Ele é bem interessante e com certeza vai te prender na frente da telinha. O final…bem…o final é daqueles tipo reviravolta que vai te deixar pensativo mesmo quando estiver passando as letrinhas e provavelmente você vai querer assistir novamente pra pegar alguns…digamos…detalhes a mais.