Arquivo para abril, 2013

Sobre tubarões e sardinhas

Posted in Cotidiano with tags , on 19/04/2013 by Diego

imagesCA1YGCC1

Por Diego Matos

“Se você quer ser sardinha, ande com sardinhas. Se quer ser tubarão, ande com tubarões”. Essa frase foi dita pelo  fundador de uma empresa de plano de saúde em uma matéria da Revista Exame.

Quem vive no mundo corporativo sabe muito bem que essa frase infelizmente ainda se aplica nas organizações. Pessoas cuja ganância fala mais alto que o bem comum da empresa. É um rolo compressor que passa sobre qualquer traço de caráter e honestidade. O dinheiro a qualquer custo. Sempre!

Não sou contra quem enriquece e é bem sucedido.  A questão toda é quando os limites da ética são ultrapassados e os tubarões atacam ferozmente, buscando seus próprios  interesses e objetivos.

Ser sardinha e ainda andar com outras, pode parecer um tanto quanto impopular e sem ambição – adjetivos que o mercado de sucesso não absorve. Fica clara a eterna luta entre o poder e o proletariado. E é fato que as melhores oportunidades  estão, na maioria das vezes, na comunidade dos tubarões e, se não estiver disposto a estar com eles e se tornar um deles provavelmente sua carreira na organização ficará comprometida.

Tenho repensado  ultimamente a definição de sucesso na carreira profissional.  Somos contaminados pela mídia que precisamos estar no topo sempre. Seja através de um simples Smartphone ou tendo um carro que lhe tará respeito na sociedade. E isso é tentador!  Ainda mais que: Se tornando e andando com tubarões, o resultado geralmente é muito rápido mas o estrago é  maior e intenso. A transformação em um tubarão nos põe escamas nos olhos e passamos a não enxergar mais valores fundamentais e absolutos que mantém nossa integridade.

Um grande erro dos tubarões é achar que as sardinhas são motivadas apenas pelo dinheiro. Não! Uma nova geração de líderes quer resgatar princípios como a justiça e coerência nas empresas. São fatores que motivam o funcionário a produzir, sabendo que o fruto do seu trabalho resultará em benefícios legítimos para o todo, não apenas para pequenas partes interessadas. Esse é o verdadeiro sucesso. A força  motriz de uma organização saudável que não deixa os princípios e valores apenas na parede.

Sim. Prefiro andar entre as sardinhas e ser uma.

Anúncios